Honduras: o país que inaugurou a onda de golpes na América Latina

bom nós tivemos aí vale a pena a gente  comentar né  é bastante importante a crise de  honduras é um duras foi o primeiro  país da américa latina a sofreu um  golpe é que o pessoal chama de golpe  light branco etc e tal quer dizer se  procura fazer uma diferença sem  estabelecer claramente qual é o sentido  dessa diferença entre os tradicionais  golpes militares na américa latina que  tiveram caráter abertamente fascista e  os golpes posteriores que procuro manter  uma aparência de regime constitucional  tendo suprimido até mesmo o regime de  que já é em grande medida uma  aparência democrática nos países  latino americanos  é o golpe de honduras foi o golpe que  anunciou que a situação a política do  imperialismo para os países atrasados e  américa latina em particular havia  mudado é só relembrar um episódio que  é o seguinte o os países latino  americanos com os países sul americanos  na sua maioria haviam eleito pela via  institucional normal governo de esquerda  nacionalista governos burgueses  capitalistas de esquerda de venezuela  bolívia equador argentina uruguai  brasil e sérvia paraguai fernando lugo  etc  é esses regimes eram logicamente uma  uma reação de todos esses países  a crise da política neoliberal  implantada no período anterior  não mas na maioria dos casos eles foram  implantados depois de uma enorme crise  política nos seus países  em alguns casos de características  abertamente revolucionários como é o  caso da bolívia com o caso da venezuela  como era o caso do equador em outros em  relação a grandes mobilizações de  massa como foi o caso da argentina com a  gente na su brasil e uruguai são um  pouco uma exceção à regra mas  acompanham a situação geral porque foi  uma digamos assim com uma manobra da  burguesia se antecipando à crise  logicamente que uma crise na bolívia é  um acontecimento muito grave mas uma uma  crise no brasil seria um acontecimento  de muito maior gravidade  então daí que tenham se antecipado e  permitido coisa que não havia  acontecido nas eleições anteriores  onde a burguesia havia oferecido uma  enorme resistência permitido a  eleição do pt em 2002  é o caso de honduras  ele marcava uma evolução dessa  situação em honduras foi um dos  condutores é um país da américa  central não da américa do sul américa  central e logicamente à vista pelo  imperialismo norte americano como quase  é alguns países ali quase como que  colônias diretas do imperialismo norte  americano assim como acontece no caribe  porque esses países já estão dentro  de uma área que é militarmente  sensível para o imperialismo norte  americano  então quando a onda esquerdista  avançou sobre honduras  os norte-americanos já entenderam né o  imperialismo mundial entendeu que era o  momento de reverter essa situação de  parar  fosse como fosse a onda esquerdista e  reverter essa situação é  nós temos que levar em consideração  que ainda hoje na américa central e na  nicarágua e el salvador  você tem governos que são ligados a  essa esquerda internacional  bom o golpe de honduras nesse sentido  mostrou que o imperialismo tração  limite como se chega daça dessas  tendências que listas  a nota é manter o controle da  situação e estabeleceu o golpe em  honduras com o ponto de partida para a  reversão de todos os regimes de  esquerda dentro da américa latina  é nesse momento em que aconteceu o  golpe em honduras nós chamamos a  atenção de que a situação estava  evoluindo no sentido de uma mudança da  política imperialista de um ponto de  vista geral quando aconteceu o golpe no  paraguai confirmou se essa tendência  quer dizer de honduras na américa  central tem o paraguai na américa do  sul é um país muito ligado o brasil  já se vê que o avanço da política  imperialista geral para quebrar os  regimes que haviam se estabelecido  depois da crise do neoliberalismo e  implantar uma nova política reverter  essa política implantar uma nova  política é o o golpe em honduras  isso não é muito comentado nem pela  imprensa tradicional logicamente mas  também não é comentado pela imprensa  de esquerda ele foi um golpe que foi é  aumentando gradativamente a repressão  política no país  a tal ponto que nós tivemos aí  personalidades importantes da luta  popular hondurenha assassinados pelo  regime caso da ativista beta cáceres  foi feita uma campanha mundial e nós  temos centenas de pessoas presas por um  motivo ou por outro  a néon houve uma eleição onde a  oposição não conseguiu se reorganizar  para disputar a eleição houve uma  terceira eleição quando a oposição  também não estava estava debilitada  também a oposição nacionalista mais  um candidato alternativo digamos assim  da esquerda ameaçou a eleição é uma  coisa até certo ponto lógica porque o  regime político faz uma campanha muito  grande contra é o inimigo principal  e aí mas como a oposição ao regime  continua crescendo surge uma alternativa  no meio daquela confusão aí o que  fizeram é fraudaram a eleição a  fraude foi bem explícita bem evidente e  houve uma reação popular que foi  respondida com estado de sítio  aprofundamento da repressão e agora  vão fazer uma encenação de recontar  parte dos votos e 30 mas aparentemente  não vai mudar nada porque é importante  esse caso de honduras é importante  porque ele serve como uma com um exemplo  possível né daquilo que pode acontecer  no brasil  primeiro a idéia não é que nós temos  combater sistematicamente e que eu acho  que muitas pessoas têm se convencida de  que é assim de que não é assim na  realidade de que o golpe e um foi uma  uma manobra parlamentar golpe parlamento  parlamentar não tem nada demais e total  da em honduras o golpe se aprofundou  numa repressão cada vez maior  logicamente que a repressão é feita  mais ou menos do tamanho da reação  política que você tem no brasil nós  temos uma crescente repressão é tanto  que muita gente fala que nós já  estamos numa ditadura o que  é perfeitamente aceitável mas é  visível que nós estamos numa nova  espécie de transição para um novo  regime que tende a ser muito claramente  uma ditadura  é muita gente coloca as expectativas de  reversão da situação nas eleições  no caso de honduras o regime perdeu as  eleições fraudou é mais um indicativo  daquilo que nós devemos esperar né  isso é muito característico  então é a análise do caso de honduras  assim como a análise dos casos  internacionais todos é muito importante  para se fazer um prognóstico sobre o  que poderá vir a acontecer no brasil ou   para entender o que já está  acontecendo no brasil nesse momento nós  da causa operária tv  queremos uma tv que fica 24 horas no ar  para rebater todo o monopólio da  imprensa golpista  para isso precisamos do dinheiro  precisamos da sua contribuição para  contribuir é só entrar no link que vai  aparecer aqui na descrição e contribui  com quanto puder e o quanto quiser  é isso aí